Casar novamente após a morte do cônjuge

De Ooshin
Ir para: navegação, pesquisa
3rightarrow.svg Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo foi traduzido a partir de outra tradução. Isso acontece quando, por exemplo, um texto em japonês foi traduzido para o inglês e alguém traduziu o texto em inglês para o português. Caso queira colaborar, tente encontrar a página na língua original, substitua o texto intermediário pelo o original e marque o verbete para revisão.
Searchtool right.svg
A tradução deste artigo contém erros ou precisa de melhorias. Caso queira colaborar ajude a melhorar a qualidade da tradução. Consulte a página de Página de Discussão para maiores detalhes.


Remarriage After a Spouse’s Death Casar novamente após a morte do cônjuge
Question: When someone dies, is it all right for the surviving spouse to marry the sibling of the deceased spouse? Interlocutor: Quando alguém morre, tudo bem para o cônjuge sobrevivente casar com o irmão do falecido cônjuge?
Answer: It is basically all right. But someone who was possessive in life can become jealous even after death and cause trouble for the remaining spouse from the spiritual world. You have to know the deceased person's character. If the person who died has detached from the living person, is all right. Even before they die, some people will encourage the surviving spouse to remarry a relative. The best way is to wait for three years after the spouse dies, but certainly no less than a year. Meishu Sama: Basicamente não tem problema. Mas alguém que era possessivo em vida, pode ser tornar ciumento mesmo após a morte e causar problemas do mundo espiritual para o cônjuge remanescente. Você tem que conhecer o caráter da pessoa falecida. Se a pessoa que morreu houver desapegado da pessoa viva, então tudo bem. Mesmo antes de morrerem, algumas pessoas encorajam o cônjuge sobrevivente a casar novamente (em caso de falecimento do cônjuge) com um parente. O melhor jeito é esperar por três anos após a morte do cônjuge, mas certamente não menos de um ano.
Rev. Ajiki: An individual can detach mentally and spiritually at death, but still have strong love for the spouse. Rev. Ajiki: An individual can detach mentally and spiritually at death, but still have strong love for the spouse.